O amor dela, é ela.

www.pexels.com

 

Bia é daquelas românticas. Quando se apaixona se doa, quer agradar, faz surpresas; mas as vezes é ela quem se surpreende com o desamor de quem ama.

Se surpreende porque sempre acha que encontrou o amor da sua vida, e que ele não será capaz de quebrantar seu coração como o anterior. Só que quando criamos expectativas, geralmente corremos o risco, já que não temos controle a respeito de ninguém.

Ela foi descobrindo isso aos poucos, e criou uma “casca protetora” onde se escondia ali, para que não se machucasse novamente (conhecer e desconhecer pessoas se tornara uma tarefa muito cansativa).

Aos poucos Bia foi se apaixonando novamente, fazia surpresas com frequência, reservava tempo, ia ao cinema, fazia jantares e se arrumava frequentemente.

Ela conheceu alguém de fato, mas dessa vez foi alguém que irá trata-la com carinho, compreensão e que não irá machucá-la.

Bia se conheceu. Descobriu o próprio amor. Apaixonou-se por si mesma. E agora… ah… agora ela não vai deixar que tratem ela com desamor. Hoje Bia anda de cabeça erguida porque sabe seu valor e não irá aceitar menos do que merece.

Comentários via Facebook

Comente