Nos permita

Dei meu tudo, e meu tudo foi nada, pelo menos naquele momento era o que eu podia ser, o que conseguia ser e te oferecer.
Você não sabe da minha história, dos fantasmas que carrego, de tudo que aconteceu antes de te encontrar, te encontrar feito um anjo sem asas que atravessou meu caminho, e que hoje depois de tantos desencontros me deu asas para sonhar, asas para sorrir, asas para viver.
É uma sensação vezes atormentadora, vezes inspiradora, te quero por inteiro, te preciso por inteiro, te desejo por inteiro, por todo sempre, até onde o sempre nos levar.
Nos permita, mais uma vez, só que dessa vez eu prometo, sem fantasmas, sem tormentos, sem medos, só eu e você.

Ler a postagem