Sobre desconstrução

 

 

 

Um dia as verdades se esvaem. Os conceitos se vão. Os padrões não definem. A rotina não faz mais sentido. O que era, deixa de ser. E o que nunca foi, é.

E aí nos damos conta de que nada, absolutamente nada é eterno, as coisas mudam naquele milésimo de segundo inesperado. E são esses milésimos que nos transformam, sejam eles em forma de um olhar, um beijo, um riso, um abraço…

Comentários via Facebook

Comente