Talvez se soubesse porque te amo, não te amaria

www.pexels.com

 

Amo, porque não sei que amo. Talvez se soubesse, se tivesse alguma explicação não amasse.

Mesmo sabendo de você, das suas qualidades e defeitos, escolho te amar. Amar você assim, exatamente como você é, amar somente. Sem exigências, sem esperar que você seja diferente.

Até porque se eu desejasse que fosse diferente, não seria você, e sim outra pessoa.

Sempre busquei o amor, não aquele amor dos contos de fadas, mas sim o amor da vida real. O amor da convivência, da rotina, do dia a dia.

Talvez eu sempre tenha buscado por mais, tenha sido complexa demais, para algo que exige simplicidade. E quanto mais simples, sereno, tranquilo e calmo, mais o amor se aproxima.

Não por regra, mas quando não criamos expectativas, deixamos as coisas mais leves, e assim acontece; por isso não sei porque te amo; só sei que amo.

 

Comentários via Facebook

Comente